segunda-feira, 30 de março de 2009

Indiferença

Ao passearmos por ruas movimentadas, podemos verificar que existem vários sem-abrigo.

Ou estamos tão concentrados em nós próprios e na nossa vida
para reparar neles?

Há tantos talentos escondidos nas ruas, tantas vidas desperdiçadas nesse antro pavimentado. As pessoas normais sentem-se chocadas, é claro, mas para muitos esse choque é momentâneo e não param para pensar na realidade.

Bem... Eu parei.

Há pessoas que se viram e dizem: "Vai trabalhar!"

Com o mundo como está, quero ver um sem-abrigo a arranjar trabalho. Estarão eles a roubar, por pedirem, por viverem naquelas condições? Não, claro que não.

Enquanto houver uma única pessoa que pare e pense nos outros, o mundo não estará perdido. Espero contribuir para isso.

4 comentários:

Marianinha disse...

Gostei tanto Nuninho! :)

Paladar disse...

Nunca consigo ficar indiferente aos sem-abrigo. Sinto sempre uma espécie de frustração por não poder fazer nada.

Beijinhoo

A.Sofia disse...

A única coisa que consigo ''dizer'' ------» =D

*Double

o_O.zotta.O_o disse...

Bom texto:P É pena que reparemos tão pouco em quem nos rodeia, tal como disseste. Vivemos tão absortos nas nossas próprias vidas que deixamos passar muitas situações que mereceriam a nossa atenção ao lado. É a triste realidade...